Quais os desafios dos profissionais da SST em tempos de COVID-19?

 Quais os desafios dos profissionais da SST em tempos de COVID-19?

O mundo, hoje, tem vivenciado uma situação considerada, de fato, inédita!

O que é o COVID-19?

A Pandemia do COVID 19 ou novo coronavírus, assim denominado por se tratar de um novo vírus zoonótico, da família Coranaviridae, nunca antes identificado em seres humanos.

Trata-se de uma doença em que o paciente apresenta quadro clínico variável, podendo não apresentar sintomas, mas, também, apresentar quadros respiratórios agudos graves.

Qual o impacto da Covid-19 na vida das pessoas?

 Todavia, o foco deste artigo não é abordar a doença em si, mas o impacto que ela tem causado e pode causar na vida das pessoas, especificamente na vida das diversas categorias de profissionais que atuam na linha de frente ou não da pandemia.

Trata-se, aqui, dos técnicos de segurança do trabalho.

O que é a segurança do trabalho?

A segurança do trabalho é a ciência que estuda as possíveis causas dos acidentes e incidentes durante a atividade laboral do trabalhador.

Seu principal objetivo é a prevenção e a garantia da qualidade de vida de todos os colaboradores de uma organização.

Os profissionais de SST estão muito expostos ao Covid-19?

 Observa-se que mediante a situação atual, além dos profissionais de saúde, que atuam na linha de frente, os técnicos de segurança também atuam nesse cenário, pois o número de trabalhadores contaminados no exercício de suas funções é crescente e a dificuldade para com o cuidado dos mesmos torna-se um grande desafio.

Visto que a pandemia provocada pelo corona vírus tem gerado consequências físicas e psicológicas em razão das consequências da nova forma de vida e de trabalho, afetando, especialmente, a população mais vulnerável.

 Tanto no Brasil quanto na China, as primeiras mortes por COVID-19 foram de trabalhadores contaminados no exercício de suas funções.

Em Wuhan, os primeiros óbitos foram referentes a trabalhadores do mercado de frutos do mar da cidade, considerado o foco inicial de contaminação devido ao manuseio de animais vivos.

No Brasil, em que diz respeito aos óbitos, uma das primeiras vítimas foi uma empregada doméstica, contaminada depois de ser exposta ao vírus por seus empregadores que tinham retornado da Itália no início do ano.

Observa-se que grande parte dos trabalhadores, muitas vezes, se tornam mais suscetíveis a contrair o vírus nos locais de trabalho, ou mesmo no trajeto para os mesmos.

Isso se conclui pela observância dos fatos de que eles têm maior contato social uns com os outros, o que pode os levar ao maior risco. Risco este, dito ocupacional.

Qual o papel do profissional de segurança do trabalho em meio ao Covid-19?

Os profissionais da Segurança do Trabalho têm um papel de extrema importância, visto serem responsáveis pela elaboração de procedimentos de trabalho dos colaboradores, pela avaliação dos riscos atribuídos a cada função, pelos inúmeros treinamentos necessários para prevenção de acidentes e doenças ocupacionais, dentre outros.

 Apreende-se que se faz necessário entender de que maneira as atividades e as condições de trabalho podem contribuir para a prevenção e, sobretudo, para o estabelecimento de estratégias para o enfrentamento da pandemia, haja vista a exposição dos trabalhadores, que necessitam de mais orientação, de mais treinamento, etc.

Como atuar para que os trabalhadores cumpram as orientações?

Sendo assim, como atuar para que todos os trabalhadores cumpram para com as orientações e normas, como o distanciamento, o uso de máscaras, de álcool em gel, de luvas, e os cuidados em geral, considerando que esses cuidados devem ir além do ambiente de trabalho?

Considerando que no contexto atual pondera a existência de diferentes realidades no ambiente, com pessoas exercendo suas atividades em home office, dentre outros.

Como pode- se atuar de forma mais eficaz a fim de sanar desafios dos profissionais da SST em tempos de COVID-19?

Diante dessa problemática, é que se pode afirmar que o desafio do profissional de segurança, agora, é muito maior.

Haja vista que a preocupação vai além do momento atual, pois, ainda, h

Mediante o cenário, no qual deve-se considerar medidas e ações de saúde públicas voltadas ao controle da pandemia.

O planejamento e a tomada de decisões, com base em informações científicas só têm a ganhar se incorporadas às dimensões do trabalho.

Para assegurar condições laborais que propiciem a redução na transmissão do vírus, medidas organizacionais necessitam ser discutidas no âmbito de cada atividade de trabalho, considerando e preparando as atividades e os trabalhadores, pois eles podem contribuir para o estabelecimento de estratégias para o enfrentamento da pandemia.

Apreende-se que as mudanças, ainda que temporárias, poderão causar grande impacto na rotina de todo cidadão, o qual necessitará de adaptação.

É fundamental, agora, que haja adaptação aos novos tempos e às novas regras, que vão além, por exemplo, do uso dos EPIS. Hoje, é preciso trazer práticas da área de Segurança e Saúde do Trabalho no combate à COVID-19.

Dessa forma, é de suma importância a conscientização dos funcionários no que tange à higiene pessoal:

  • bem como higienização do ambiente de trabalho,
  • e o cuidado com todas as medidas de prevenção, considerando que todas as pessoas ao redor podem ser atingidas direta ou indiretamente.

Diante de tantas mudanças, o apoio do técnico em segurança do Trabalho, no enfrentamento a pandemia, revela-se essencial para o bem-estar e a segurança no ambiente corporativo.

Porém, esse profissional também necessita de apoio para que possa atuar em benefício dos colaboradores, haja vista que há muito o que se fazer. A começar, pensar em novas políticas de saúde e segurança no trabalho.

O que é imprescindível para solucionar os desafios dos profissionais da SST em tempos de COVID-19?

São imprescindíveis aos profissionais de segurança do trabalho:

  • o trabalho de sensibilização dos trabalhadores para que executem as tarefas de forma consciente, consoante a realidade;
  • a busca de tecnologias para identificar os riscos no ambiente de trabalho que expõem os trabalhadores ao vírus,
  • o aprimoramento do conhecimento,
  • a busca de estratégias que garantam, mais que nunca, a segurança de todos, seja no âmbito da empresa, seja na sua vida pessoal.

Autor: Liliane Ramos /

Saiba mais

SST X COVID-19: Quem ganha essa disputa?

Coronavírus poderia ter sido evitado pela higiene ocupacional?

Treinamento online: Entenda os benefícios para sua empresa

Rodrigo Oliver
Sou Engenheiro de Segurança do Trabalho e Higienista Ocupacional, daqueles que estão sempre falando de segurança, então a ideia é compartilhar com vocês as coisas que acredito e que têm possibilitado um grande sucesso na nossa empresa. Aqui são dezenas de pessoas trabalhando para encontrar a solução mais incrível na redução dos acidentes de trabalho e das doenças ocupacionais.