O que realmente é a Análise Ergonômica do Trabalho?

Análise Ergonômica do Trabalho é, frequente e erroneamente, confundida com análise postural e adequação dos mobiliários utilizados em escritórios.

O que realmente é a Análise Ergonômica do Trabalho?

Isso não significa, no entanto, que não seja imprescindível que as condições físicas e de conforto sejam consideradas e adotadas da maneira correta, afinal de contas, passamos grande parte do nosso dia no trabalho, não é mesmo?

A AET, no entanto, vai muito além:

Ela permite a compreensão do trabalho real, aquele que acontece rotineiramente, em que os trabalhadores se adaptam a todo momento com base nas variabilidades do dia a dia, construindo suas regulações. 

Ao realizar a Análise Ergonomia do Trabalho o que podemos compreender?

O que realmente é a Análise Ergonômica do Trabalho?

Ao realizar uma AET em um ambiente de trabalho poderemos compreender os riscos realmente existentes!

Em muitos casos, há uma enorme diferença entre o trabalho prescrito, chamado de tarefa, (aquele descrito nas normas e procedimentos da empresa) para os quais os riscos foram mapeados e os controles ocupacionais desenvolvidos, e os riscos do trabalho real, a atividade, que por vezes ficam ocultos e sem nenhuma forma de controle/mitigação. 

Quais os benefícios da AET?

O que realmente é a Análise Ergonômica do Trabalho?

Ao realizar uma análise com qualidade e se atentando aos parâmetros legais exigidos, dispostos na Norma Regulamentadora 17 – Ergonomia, é possível promover ganhos em:

Ademais vale destacar ainda que a Análise Ergonômica não é restrita apenas aos riscos visíveis, ou seja, aqueles riscos facilmente identificados por quem observa o transcorrer do trabalho.

Todavia, ela pode revelar inclusive os riscos invisíveis, de natureza organizacional e psicossocial, que cada vez mais têm sido motivo de adoecimento no trabalho. 

Além disso uma das premissas da Análise Ergonômica é um olhar individual para cada trabalhador.

Partindo da ideia que cada indivíduo exerce seu trabalho de uma forma única e singular, embasado em seus valores, conhecimentos técnicos e vivências. 

Sendo assim, embora eles tenham tarefas idênticas, podem desempenhar atividades diferentes. 

Qual a importância da AET?

Diante disso, a execução de uma AET de qualidade é peça fundamental na manutenção da saúde do colaborador no trabalho.

Afinal segundo a OMS, saúde significa um estado integral de bem-estar físico, mental e social, e sua garantia no mundo do trabalho depende de um conjunto de medidas e ações de naturezas quantitativas e também qualitativas, como a Análise Ergonômica do Trabalho. 

Autor: Léticia Mattos / Engenheira de Saúde e Segurança do Trabalho.

Saiba mais:

Quais as vantagens de fazer análise ergonômica da sua empresa?

AET – Análise Ergonômica do Trabalho: FAKE NEWS?

Análise Ergonômica do Trabalho (AET) e o fatores de riscos ergonômicos

Quais as vantagens de fazer análise ergonômica da sua empresa?

Rodrigo Oliver
Sou Engenheiro de Segurança do Trabalho e Higienista Ocupacional, daqueles que estão sempre falando de segurança, então a ideia é compartilhar com vocês as coisas que acredito e que têm possibilitado um grande sucesso na nossa empresa. Aqui são dezenas de pessoas trabalhando para encontrar a solução mais incrível na redução dos acidentes de trabalho e das doenças ocupacionais.