PPRA: Programa de Prevenção de Riscos

O PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais) tem como objetivo estabelecer ações que garantam a preservação da saúde e integridade dos trabalhadores, identificando os riscos existentes em seu ambiente de trabalho.

Pule para nosso novo artigo sobre o PPRA, clique aqui.

VÍDEO SOBRE O PPRA

O PPRA foi criado em 29 de Dezembro de 1994, através da NR 9, pela Secretaria de Segurança e Saúde do Trabalho, do Ministério do Trabalho.

Veja nossa página sobre serviços, fora do blog, onde apresentamos nosso trabalho

Qual a importância do Programa de Prevenção de Riscos Ambientais?

O PPRA possui uma obrigatoriedade legal e, como o PCMSO (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional), melhora a produtividade e as condições de trabalho do colaborador.

A implantação do PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais) também previne futuros processos judiciais cíveis, trabalhistas e previdenciários, pois evita o surgimento de doenças ocupacionais e acidentes de trabalho.

Programa de Prevenção de Riscos Ambientais

Veja também: esocial; Mais mudanças nas datas e a proibição do amianto.

E o que são Riscos Ambientais?

Riscos Ambientais são aqueles causados por agentes biológicos, físicos ou químicos que, presentes no ambiente de trabalho, podem ocasionar danos à saúde do trabalhador por causa de sua natureza, concentração, intensidade ou tempo de exposição.

Abaixo, alguns fatores que podem representar riscos ambientais:

  • Agentes biológicos: bactérias, fungos, bacilos, parasitas, protozoários, vírus, entre outros.
  • Agentes físicos: ruído, vibrações, pressões anormais, temperaturas extremas, radiações etc.
  • Agentes químicos: poeiras, fumos, névoas, neblinas, gases, vapores que podem ser absorvidos por via respiratória ou através da pele etc.

Veja também: CIPA: O que é e para que serve

Como a ProLife Engenharia trabalha com o PPRA?

A ProLife trabalha o PPRA a partir da elaboração de um documento base por ano, mediante a visita técnica de um profissional de segurança do trabalho e higiene ocupacional nas dependências do cliente. Nesse documento constará o os riscos a que os colaboradores estão expostos, medidas de segurança propostas e cronograma de atividades.

Elaboramos um planejamento anual com o estabelecimento de metas priorizadas e cronograma, uma forma de registro para organizar a manutenção e divulgação dos dados, gerando, assim, uma periodicidade e forma de avaliação do desenvolvimento do PPRA. Aplicamos também avaliações quantitativas dos riscos ambientais, trabalhando com estratégia e metodologia de ação em um sistema online, para que o cliente possa ter o acompanhamento periódico do programa na empresa.

Etapas de implantação do PPRA:

  • Antecipação e reconhecimento dos riscos ambientais (físicos, químicos e biológicos);
  • Planejamento das medidas de controle dos riscos;
  • Elaboração de ações preventivas;
  • Monitoramento qualitativo e quantitativo do ambiente;
  • Registro e divulgação dos dados;
  • Cronograma de execução das prioridades;
  • Desenvolvimento do documento base;
  • Documento base e relatórios anuais;
  • Laudos ergonômicos;
  • Laudos técnicos;

Contacte a ProLife Engenharia e saiba mais como gerenciar o SESMT da sua empresa.

Fonte: http://portal.mte.gov.br/legislacao/normas-regulamentadoras-1.htm

Rodrigo Oliver
Sou Engenheiro de Segurança do Trabalho e Higienista Ocupacional, daqueles que estão sempre falando de segurança, então a ideia é compartilhar com vocês as coisas que acredito e que têm possibilitado um grande sucesso na nossa empresa. Aqui são dezenas de pessoas trabalhando para encontrar a solução mais incrível na redução dos acidentes de trabalho e das doenças ocupacionais.