Entre em contato

Quais os tipos de ergonomia?

Segundo a Associação Brasileira de Ergonomia – Abergo, “a palavra Ergonomia deriva do grego Ergon (trabalho) e nomos (normas, regras, leis). Trata-se de uma disciplina orientada para uma abordagem sistêmica de todos os aspectos da atividade humana. 

O conceito de ergonomia foi abordado pela primeira vez apenas em 1857, pelo polonês Wojciech Jarstembowsky.

A partir daí, ele passou a ser explorado não apenas no ambiente de trabalho, mas também em outras áreas.

Com a intenção central de prevenir acidentes e doenças ocupacionais relacionados aos parâmetros ergonômicos, a ergonomia visa também aumentar o conforto proporcionando mais saúde e segurança nos ambientes de trabalho. 

A Ergonomia abrange os três grandes domínios: a Ergonomia Física, a Ergonomia Cognitiva e Ergonomia Organizacional

Ergonomia Física:

“Interessa-se pelas características da anatomia humana, antropometria, fisiologia, e biomecânica e sua relação com a atividade física.

Nessa categoria podemos situar o estudo da postura no trabalho, manuseio de materiais, movimentos repetitivos, distúrbios musculoesqueléticos relacionados ao trabalho, projeto de posto de trabalho, segurança e saúde.”

Ergonomia Cognitiva:

“Refere-se aos processos mentais, tais como percepção, memória, raciocínio e resposta motora, e seus efeitos nas interações entre seres humanos e outros elementos de um sistema.

Os temas mais relevantes referem-se ao estudo da carga mental de trabalho, tomada de decisão, desempenho especializado, interação homem-computador, confiabilidade humana, estresse profissional e a formação quando relacionados a projetos envolvendo seres humanos e sistemas.”

Ergonomia Organizacional:

“Concerne à otimização dos sistemas sociotécnicos, incluindo suas estruturas organizacionais, regras e processos.

Os tópicos abordados incluem comunicações, gerenciamento de recursos dos coletivos de trabalho, projeto de trabalho, organização temporal de trabalho, trabalho em grupo, projeto participativo, novos paradigmas do trabalho, trabalho cooperativo, cultura organizacional, organizações em rede, […]e gestão da qualidade.”

Em resumo: A ergonomia física trata do funcionamento orgânico do ser humano, a organizacional diz respeito aos estímulos externos na empresa e a cognitiva estuda a relação mental e emocional entre o trabalhador e o trabalho.

Por fim, a Norma Regulamentadora NR 17 também traz os parâmetros normativos:

visa estabelecer parâmetros que permitam a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, de modo a proporcionar um máximo de conforto, segurança e desempenho eficiente. 

Autor: Cristine Santos

Saiba mais:

Qual a importância da ergonomia organizacional?

Ergonomia: A história que ainda não foi contada

O que realmente é a Análise Ergonômica do Trabalho?

Prolife

Prolife

Todos os serviços prestados pela Pro Life são essenciais para sua empresa e os seus funcionários. Saiba um pouco mais sobre cada um deles, entre em contato conosco.

Vídeo em Destaque

Receba conteúdos grátis