As etapas do AVCB: o passo a passo que você precisa entender!

As etapas do AVCB precisam ser bem definidas para que não haja problemas no futuro.

Muitas dúvidas surgem quando o assunto é AVCB.

Mas não se preocupe, saiba mais sobre isso aqui.

É com grande frequência que recebemos  clientes com questionamentos referente ao projeto, prazos, vistoria, protocolo e outros.

etapas do AVCB

As etapas do AVCB

Para facilitar o entendimento, a PROLIFE que é especializada em projeto para obtenção do AVCB, elaborou este post contendo as etapas principais que são listadas a seguir:

Quais são as etapas do AVCB?

A princípio podemos enfatizar 10 etapas do AVCB, sendo elas:

1 – Visita Técnica

Para se iniciar o trabalho é necessário realizar uma visita no imóvel para conhecer suas características, tais como, ramo de atuação, porte (área total), quantidade de pavimentos, dentre outros.

Em suma, é uma coleta de dados para avaliar cada imóvel conforme sua particularidade.

2 – Orçamento

É o valor a ser cobrado pela prestação de serviços de consultoria e elaboração de todos os documentos que compõem o projeto de incêndio.

Orce agora mesmo!

3 – Projeto Arquitetônico

É um conjunto de desenhos contendo informações referente ao empreendimento. É considerado no orçamento e é recomendável utilizá-lo para se elaborar o Projeto de Incêndio.

4 – Levantamento de Área

É o processo realizado quando o empreendimento não possuil projeto arquitetônico.

Dessa maneira é realizada a medição do imóvel e elaboração das plantas contendo o layout do empreendimento de forma a representar toda a área construída e utilizada.

Com isso, serão adotados parâmetros e procedimentos conforme a legislação do corpo de bombeiros.

Por que a elaboração do PSCIP requer uma atenção especial?

O PSCIP é um  Projeto de Segurança Contra Incêndio e Pânico.

Sendo assim ele é extremamente importante para a evolução do AVCB.

Entenda mais sobre este projeto.

5 – Elaboração do PSCIP

Projeto de Incêndio: Documento contendo os mecanismos básicos de segurança a serem adotados para o empreendimento.

Logo então o projeto estará descrito o que o proprietário e/ou responsável pelo uso deverá realizar para se adequar a legislação vigente.

Laudo Técnico Descritivo: É um documento complementar ao projeto de incêndio.

De mesmo modo no laudo estará descrito o memorial de calculo de saída de emergência, informações referente aos sistemas preventivos. Sendo eles:

O sistema de iluminação de emergência, extintores de incêndio, sinalização de emergência.

Assim também nele poderá conter outros cálculos conforme as características distintas de cada edificação.

ART – Anotação de Responsabilidade Técnica: É um documento de registo da Responsabilidade Técnica que o profissional assume ao realizar uma atividade que envolva a aplicação de seus conhecimentos profissionais.

Dessa maneira é necessário que este documento tenha garantias: do exercício legal da profissão, de veracidade das informações apresentadas, garantindo a integridade física dos ocupantes, visando a segurança e redução do risco.

Taxa de Análise de Projeto: É um documento de arrecadação estadual (DAE).

Taxa paga ao estado pela prestação de serviços de análise de projeto realizada por um Sargento do Corpo de Bombeiros .

Ressalta-se que em alguns casos não é necessário a análise de projetos.

Neste processo o projeto é analisado para verificação de cumprimento da legislação estadual.

Taxa de Vistoria de Projeto: Assim como como na análise é necessário pagar ao estado pela vistoria do Corpo de Bombeiros.

Esta vistoria inspeciona se as medidas impostas no projeto se encontram implantadas na edificação e se estão em conformidade com a legislação vigente.

Outras informações relacionadas às etapas do AVCB

6 – Implantação do PSCIP

É o ato de se implantar as medidas de segurança descritas no projeto de incêndio.

Nesta etapa, o executor deverá adequar a edificação de acordo com as exigências mensuradas no projeto.

7 – Visita Técnica

É a conferência realizada por uma empresa capacitada, de forma a conferir se o projeto de incêndio foi implantado na edificação corretamente.

É de suma importância a verificação de toda a execução do projeto para garantir a aprovação em vistoria e libertação do AVCB.

É recomendável que a conferencia seja realizada pela empresa responsável pela elaboração do PSCIP.

8 – Protocolo

É o procedimento adotado para encaminhar o projeto de incêndio para análise ou vistoria.

É emitido pelo corpo de bombeiros um número de protocolo do projeto para acompanhamento do processo.

9 – Vistoria do Corpo de Bombeiros

Após a execução e implantação dos sistemas preventivos na edificação, cabe ao responsável técnico solicitar a vistoria no corpo de bombeiros para a liberação do AVCB.

10 – Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB)

É o documento que comprova que o empreendimento possui condições seguras para abandono em caso de pânico e acesso fácil para os integrantes do Corpo de Bombeiros, além de equipamentos para combate a incêndio.

Dessa maneira o AVCB é emitido após a aprovação em vistoria do corpo de bombeiros.

Autora: Patrícia Oliver/Setor de SSO

Conheça mais sobre o assunto:

10 perguntas fundamentais sobre AVCB que você deveria saber responder

artigo sobre proteção contra incêndio

Treinamentos de Brigada e combate a incêndio

Os melhores vídeos de segurança do trabalho de todos os tempos

 

Solicite um orçamento preenchendo o formulário abaixo ou ligando para 31 3831 5076




 

Rodrigo Oliver
Sou Engenheiro de Segurança do Trabalho e Higienista Ocupacional, daqueles que estão sempre falando de segurança, então a ideia é compartilhar com vocês as coisas que acredito e que têm possibilitado um grande sucesso na nossa empresa. Aqui são dezenas de pessoas trabalhando para encontrar a solução mais incrível na redução dos acidentes de trabalho e das doenças ocupacionais.