Confundir isso pode matar alguém: Riscos químicos na tabela 23 do eSocial

O governo federal, afim de unificar as informações disponibilizadas pelos empregadores sobre os cargos remunerados da empresa, desenvolveu o sistema eSocial.

Saiba como adequar-se ao eSocial! 

Assista este super vídeo e saiba tudo sobre eSocial. Ah e volte por gentileza e continue lendo o artigo!

A tabela 23 do eSocial  lista os fatores de riscos ambientais, isso é,  riscos químicos, físicos, biológicos, ergonômicos e os de acidente.

Os riscos químicos listados na tabela 23 precisam de uma atenção especial, por que muitos compostos podem ser isômeros mas não sinônimos.

Agentes químicos da tabela 23 do eSocial

Agentes químicos da tabela 23 do eSocial

Isômeros mas não sinônimos,o que isso quer dizer?

Calma, vamos te explicar!

Isômeros são moléculas químicas com o mesmos elementos e quantidade desses elementos, mas apresentam atividades totalmente diferentes.

Isso deve-se a sua característica estrutural e propriedades. Exemplo, a fórmula molecular C2H6O, pode formar o Metoximetano ou o Etanol.

Mas o que isso tem haver com riscos químicos da tabela 23 do eSocial?

Muitos compostos listados nessa tabela são sinônimos uns dos outros, onde possuem a mesma fórmula química e características.

E como identificar esses compostos?

Cada composto possui um número de registro, o CAS ( Chemical Abstracts Service), e através dele podemos descobrir se os compostos são sinônimos.

E os compostos isômeros? Como pode interferir na identificação de um composto?

Muitas vezes os compostos possuem nomes similares, a mesma fórmula química, mas na verdade, os compostos reagem de formas totalmente distintas.

Um exemplo de isômeros são os compostos 1,1 – DICLOROETANO e 1,2 – DICLOROETANO.

Os dois possuem os mesmos elementos químicos, mas a posição do cloro na estrutura química resulta em compostos diferentes.

O composto 1,1 – DICLOROETANO é um líquido viscoso com ponto de fusão a 235ºC e 57º de ponto de ebulição.

Já o 1,2 – DICLOROETANO é um líquido sem coloração e possui o ponto de fusão a -35,3ºC e o de ebulição a 83,5.

Ambos os compostos são inflamáveis, mas a forma de armazenamento, transporte e administração precisam ser diferentes, de acordo com a necessidade de cada um.

Procedimentos de segurança quanto à exposição destes agentes químicos

A segurança do trabalhador exposto a esses agentes químicos necessita atender aos requisitos impostos pelas normas regulamentadoras e decretos.

Sendo assim as FISPQs são desenvolvidas com o objetivo de fornecer informações de diversos aspectos dos produtos químicos.

Dessa maneira elas visam a integridade da saúde, segurança e o meio ambiente.

Então, na dúvida sobre compostos com nomes semelhantes e mesma fórmula molecular, procure o número de CAS .

Caso possuírem o mesmo registro, são sinônimos, se não, isômeros.

A Prolife Engenharia pode te ajudar sobre como fazer adequação da sua empresa ao eSocial. Clique aqui e fique por dentro.

Autora: Maria Alice Madeira Lisboa/Setor de SSO

Saiba mais

Prolife empresa especialista em Segurança do Trabalho, Saúde e Higiene Ocupacional

Os mais assistidos vídeos de SSO de todos os tempos

Rodrigo Oliver
Sou Engenheiro de Segurança do Trabalho e Higienista Ocupacional, daqueles que estão sempre falando de segurança, então a ideia é compartilhar com vocês as coisas que acredito e que têm possibilitado um grande sucesso na nossa empresa. Aqui são dezenas de pessoas trabalhando para encontrar a solução mais incrível na redução dos acidentes de trabalho e das doenças ocupacionais.