Proteção Respiratória

A proteção respiratória pode ser considerada como uma avaliação dos riscos respiratórios visando uma essencial seleção e uso adequado dos respiradores.

Todo processo pertinente à proteção respiratória no ambiente laboral deverá ser realizado por pessoa competente.

proteção respiratória

Proteção Respiratória

Etapas da avaliação de riscos em conformidade com programa de proteção respiratória

A análise dos parâmetros contidos nessas etapas deve ser realizada antes de serem iniciadas as tarefas, sejam de rotina ou de emergência.

Na seleção do respirador, deve-se levar em conta a localização da área de risco relativamente às áreas seguras que tenham ar respirável.

E também as características físicas e funcionais dos respiradores, bem como suas limitações.

Aplicações especiais de acordo com o programa de proteção respiratória

Certas aplicações especiais podem exigir respiradores com características de desempenho adicionais, tais como os usados para:

A seleção de respiradores para aplicações especiais, inclui outros fatores além dos considerados nas exposições tradicionais.

O administrador do programa deve manter e arquivar os registros da avaliação dos riscos respiratórios.

O mesmo deve também arquivar todos os resultados da avaliação dos perigos no ambiente e da adequação do respirador à tarefa, ao usuário e ao local de trabalho.

Realização de treinamentos 

O treinamento deve ser realizado por um profissional com experiência e treinamento apropriados.

O conteúdo e a frequência do treinamento devem ser compatíveis com a complexidade do respirador.

Todo usuário deve receber treinamento inicial, que deverá se repetir, no
mínimo, a cada 12 meses.

Os empregadores deverão elaborar e implementar o programa de proteção respiratória dentro das empresas.

Saiba mais

Elaboração de PPR

Clique aqui para assistir aos melhores vídeos de segurança

Conheça nossa plataforma de treinamentos online para segurança do trabalho. Faça seu treinamento hoje mesmo: Clique aqui