Equipamento de Proteção Individual – Direito ou Dever

Os EPI (Equipamentos de Proteção Individuais) são muito importantes para uma boa gestão de segurança do trabalho.

Ainda existem pessoas que encaram o EPI como uma obrigação, uma penalidade ou um sacrifício.

Há algumas décadas atrás, durante a revolução industrial os trabalhadores lutavam pelo direito de trabalhar em locais limpos, terem mais segurança e as mínimas condições de saúde no trabalho.

Com certeza eles buscavam o direito de receber e utilizar seus EPIs. Atualmente qualquer pessoa sabe da necessidade e importância dos EPIs. Quer um exemplo?

Você chega ao consultório odontológico, o dentista está com roupas comuns (camiseta regata, bermuda e tênis) o mesmo começa avaliar sua boca sem luvas.

Isso mesmo! Coloca os dedos sem proteção alguma em sua língua, segura seus lábios… Com certeza você não o deixaria terminar o serviço. Iria exigir o seu direito de ser atendido por um profissional equipado com todos os EPIs: luvas, jaleco, máscara, e olha lá se não mandasse o dentista colocar até óculos de proteção… Pois bem!

Porque ao se deparar com o pedreiro que realiza reformas na sua casa, você não se importa se ele usa chinelos ou coloca as mãos no cimento sem luvas?

E no seu trabalho? Porque tantas vezes você não utiliza seus EPIs?

Simplesmente porque nesse caso você encara tudo como uma obrigação, um dever.

Fato é que, todo profissional tem o direito de utilizar os equipamentos de proteção.

Se você é um profissional, certamente sabe e conhece as maneiras de trabalhar com segurança. É direito seu realizar suas tarefas com toda proteção necessária.

Imagine se assim como você, o médico, a enfermeira, o bombeiro, o policial, o padeiro, resolvessem que não é importante utilizar EPIs?

E se assim como a maioria das pessoas esses profissionais simplesmente encarassem os equipamentos de proteção como algo dispensável ou um dever que eles simplesmente não se importam em cumprir?

Dá para imaginar a quantidade de doenças e acidentes que isso geraria, não só aos profissionais más, a todos os envolvidos e até a população?

E você? Vai fazer valer o seu direito de utilizar os seus EPIs? Ou isso é apenas um dever dos outros?

Autora: Danieli Borejo Baleeiro

Por: Nestor Waldhelm Neto

Colaboração: Ana Paula Vaz – Unidade Itabira/Mg.

Rodrigo Oliver
Sou Engenheiro de Segurança do Trabalho e Higienista Ocupacional, daqueles que estão sempre falando de segurança, então a ideia é compartilhar com vocês as coisas que acredito e que têm possibilitado um grande sucesso na nossa empresa. Aqui são dezenas de pessoas trabalhando para encontrar a solução mais incrível na redução dos acidentes de trabalho e das doenças ocupacionais.