A maneira de falar pode mudar tudo. 17-07-15

Tão importante quanto o tema ou assunto é a maneira de falar, o jeito, as palavras utilizadas, o olhar, a postura de corpo. De fato, muitos dos problemas de relacionamento no trabalho são produtos diretos da forma de falar, da forma de dizer e não do tema que está em discussão.

 linguagem
Um dedo em riste, um tom de voz mais elevado, um olhar arrogante, um cumprimento displicente podem dizer mais do que mil palavras.  Para viver em sociedade, é preciso aprender certas normas de convívio social que incluem a comunicação não-verbal. Também é preciso aprender como dizer o que tiver que ser dito, sem ofender o interlocutor pela forma rude de falar. Passamos muitas horas do dia trabalhando e a deterioração do ambiente de trabalho está, muitas vezes, ligada à forma como as pessoas se comunicam. Pessoas que não aprenderam a se comunicar de forma civilizada, geram barreiras emocionais nas outras pessoas que procuram evitá-las trazendo prejuízos para empresas e clientes.
Lembro-me de um chefe totalmente inábil em chamar a atenção de seus subordinados. Em vez de resolver o problema ele criava mais problemas, pois a sua forma de chamar a atenção gerava uma reação emocional de todo o grupo que acabava se tornando solidário ao colega, apesar de concordar que o erro em questão merecia uma punição. Os colegas se revoltavam pela forma e pela maneira e não pela punição dada ao colega.
Da mesma forma tive um colega de trabalho totalmente inábil ao se comunicar com nosso chefe. Todas as vezes que ele se dirigia ao chefe para fazer uma solicitação ou comentário, o chefe se ofendia e ficava irritado. As mesmas solicitações e comentários feitos por outros colegas não irritavam o nosso chefe. Nosso colega dizia que o chefe não gostava dele. Essa não era a realidade. A verdade é que ele usava palavras erradas e tinha uma forma agressiva e irônica de falar. Quando discutimos o assunto com nosso colega e sugerimos que ele mudasse sua forma de se comunicar, os problemas deixaram de existir.
Nesta semana faça uma autoanálise da forma como você se comunica. Analise na sua empresa se muitos dos problemas que ocorrem não são produtos da forma, da maneira, do jeito como as pessoas se comunicam.

Pense nisso. Sucesso!

Fonte: Luiz Marins

Rodrigo Oliver
Sou Engenheiro de Segurança do Trabalho e Higienista Ocupacional, daqueles que estão sempre falando de segurança, então a ideia é compartilhar com vocês as coisas que acredito e que têm possibilitado um grande sucesso na nossa empresa. Aqui são dezenas de pessoas trabalhando para encontrar a solução mais incrível na redução dos acidentes de trabalho e das doenças ocupacionais.